Quinta de Regaleira

Quinta de Regaleira

A história da Regaleira atual começa em 1892, ano em que a propriedade foi adquirida pelo Dr. Antônio Augusto de Carvalho Monteiro (1848-1920) por 25 contos de réis. A maior parte da construção atual da Quinta teve início em 1904 e estava terminada em 1910, ainda durante o período da monarquia. Carvalho Monteiro tinha o desejo de construir um espaço grandioso, em que vivesse rodeado de todos os símbolos que espelhassem os seus interesses e ideologias. Conservador, monárquico e cristão gnóstico, Carvalho quis ressuscitar o passado mais glorioso de Portugal, daí a predominância do estilo neomanuelino, com a sua ligação aos descobrimentos. Esta evocação do passado passa também pela arte gótica e alguns elementos clássicos. A diversidade da Quinta da Regaleira é enriquecida com simbolismo de temas esotéricos relacionados com a alquimia, Maçonaria, Templários e Rosa-Cruz.

Poço iniciático

Entre os pontos de interesse deste monumento, ressaltam-se o poço iniciático, designado assim porque acredita-se que era usado em rituais de iniciação à maçonaria, e a capela da Santíssima Trindade, onde entre outras obras, há um vitral com a representação do milagre de Nossa Senhora de Nazaré a Dom FuasRoupinho. Vale sem dúvida uma visita!

Comments are closed.